FLAMINGOSE, um hino ao verão eterno

Oiça isto e deixe-se levar pela leitura

A arte pode ter conotações negativas e pode exacerbar os seus pensamentos sombrios. Mas não é esse o caso do artista aqui apresentado, que é o oposto do pessimismo.

Feche os olhos e respire o ar suave de Miami. Deixa que o sol aqueça a tua pele. Deite-se numa espreguiçadeira enquanto um modelo de músculos salientes lhe sopra ar com uma gigantesca folha de palmeira. Algures, longe do seu vasto jardim com a sua relva perfeitamente cortada e grandes arbustos esculpidos em forma de animais africanos, as ondas batem suavemente no seu iate. Dá mais uma dentada na... sandes e mergulha de cabeça na piscina de água mineral italiana importada. A água é boa. Boa, de facto. Vem à superfície para recuperar o fôlego. Juan Carlos está junto à piscina, à sua espera com um cocktail de fruta. Sobe a escada e dá-lhe um aperto suave no rabo. Ele sorri e pisca-te o olho, o malandro. Bebes um gole. O néctar causa-lhe arrepios na espinha. Sexo, diamantes, gatos exóticos e nomes de carros impronunciáveis. A pedra calcária quente faz-lhe cócegas nos pés. Passeia pela casa antes de se esparramar no seu sofá Herman Miller, o seu olhar demora-se na figura nua do Picasso na sua sala de estar. Ela retribui o seu olhar com inveja! Está prestes a dormir uma sesta quando, de repente, o seu chefe lhe bate no ombro e lhe pergunta como está a correr o relatório trimestral. Acorda no seu cubículo em frente a uma folha de cálculo Excel...

Homenagem ao poeta @moosalini

Quando se ouve Flamingosis sente-se uma onda de positividade e otimismo. Como se o futuro fosse melhor e o sol de verão nunca deixasse de brilhar. O mundo de Flamingosis é como um universo paralelo onde os códigos culturais dos anos 60 e 70 sobreviveram até aos dias de hoje.

Este artista único utiliza a remistura e o sampling para criar uma ponte através do tempo, actualizando canções mais antigas e fazendo sobressair o seu groove. E funciona, pois as faixas dos seus álbuns sucedem-se, com estilos diferentes que vão do disco ao hip-hop e ao jazz, mas sempre num conjunto gracioso que é a assinatura do artista.

O homem por detrás do nome Flamingosis, um americano chamado Aaron Velasquez, intitula-se "um homem sensível com um plano groovy". O músico começou a sua carreira em 2014 e, desde então, tem lançado um novo álbum todos os verões.

O nome "Flamingosis", que soa muito parecido com o nome inglês do Pink Flamingo, é na verdade o nome de um movimento de Frisbee inventado pelo seu pai, um antigo campeão da modalidade. Uma homenagem ao seu pai, a quem ele deve muitas das suas influências musicais.

Se já és um conhecedor deste tipo de música ou se precisas de uma porta de entrada para te iniciares no estilo de música instrumental, não hesites em visitar Flamingosis no Bandcamp ou no seu canal de Youtube. O seu nível de criatividade é fora de série e, francamente, uma referência para os amantes da boa música.

Então, gostaste da viagem?

Deixar um comentário: